Skip to content

Não ignorando os seus ardis 10/30

Texto sugerido: 2 Cor 4:7-11

II. As Estratégias de Satanás para Promover O Pecado no Mundo e as Soluções para Escaparmos delas
A. Colocar uma isca dourada em um anzol enferrujado – Gên. 3:1-5
B. Pintar o pecado com cores virtuosas – Josué 7:18-26
C. Desprezar a impiedade do pecado – II Sam 11:1-17
D. Representar a Deus Unicamente Misericordioso – Lucas 3:8; Jer 7:4-11
E. Aconselhar que o arrependimento é fácil – Efés 6:12-20
F. Convencer que a associação ao pecado não é perigosa – I Cor 15:33
G. Mostrar que os homens pecaminosos são abençoados – Sal 73:1-14

Estudaremos então mais sobre os ardis de Satanás para não sermos ignorantes deles. Uma outra tática usada por Satanás para promover o pecado no mundo é:

H. APRESENTAR O SACRIFÍCIO DE UMA VIDA SANTA COMO SENDO PESADO

1. A TENTAÇÃO

Satanás com a sua astúcia maligna traz estas observações: note que não há ninguém tão sofredor como os santos. Não há outros no mundo que levam tantas aflições e vexações do que estes que querem andar glorificando a Deus. Olhe a Jó. Olhe como um problema após o outro veio a afligir a sua alma. Então, melhor é andar, mesmo em pecado, em caminhos que têm menos problemas e sofrimentos. Pois, quem, senão um louco, gastaria os seus curtos dias aqui na terra com perseguições quando tudo poderia ser evitado vivendo menos santo e dedicado à carne e o mundo.

2. As soluções para não ser pego por essa armadilha

a. Os problemas dos crentes tornam-se glória para Deus e vantagens para o Seu povo.
1. Glória de Deus – Heb 12:10, “sermos participantes da sua santidade” II Cor 4:7-11 !…ler…” v.7 “excelência do poder”, v.10,11 “a vida de Jesus se manifeste” II Cor 12:9, “o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” As ondas tornar-se glória para a arca de Noé; as pedras provocaram o Estevão a ver a glória de Deus; a pedra como cabeceira tornou-se a visão de Deus gloriosa a Jacó

3. Vantagem para o povo de Deus Jó 34:31, 32, “não ofenderei mais” Sal 119:67, “mas agora tenho guardado a tua palavra.”

b. Nem todas as aflições atingem a parte nobre do crente

I Ped 3:13, “fará mal” as aflições e o mal se-diferenciam.
Sal 23:4, “não temeria mal algum”
As pedras batem na cabeça (eram aflições) mas não na consciência (não eram más).
Depois de tudo, ainda temos a coroa, Cristo, o céu e louvores a Deus. Tiago 5:10,11, “…ler…” (ex.; Jó)

c. As vexações apenas acontecem em momentos curtos e passageiros

A vida é curta, Tiago 4:14, vida “é um vapor”
Heb 10:32-37, “um poucochinho de tempo”; Grego: hosos – ainda um pouco, um pouquinho de um poucochinho de tempo – George Ricker Berry.
II Ped 3:9, “O Senhor não retarda a sua promessa”

d. O amor de Deus dirige todas as perseguições que o crente tem

Prov 22:15, “a vara da correção a afugentará dele.”
Heb 12:6, “O Senhor corrige o que ama, e açoite … filho?
Sal 23:1, “O Senhor é meu Pastor, nada me faltará?
Sal 76:10, “o restante da cólera tu o restringirás.”

e. Os transtornos que vêm ao crente não têm o propósito de machucar

Rom 8:28, “bem”

Tiago 1:2-4, “obra a paciência”

Deu 8:2-5 – veja o propósito dos 40 anos no deserto

f. Os problemas dos ímpios são bem mais pesados do que os problemas dos crentes

Sal 7:12-16, !…ler…” (Tiago 5:1-6)

Não há paz (Isa 57:20,21)

O que são a riqueza, a abundância, os negócios, os numerosos conhecidos, os planos grandiosos se a ira de Deus permanece sobre alguém?

Anotações sobre II Cor 4:8,9 e I Ped 5:9 “as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.”

O crente é atribulado mas NÃO angustiado. O ímpio é atribulado e também angustiado
O crente é perplexo mas NÃO desanimado. O ímpio é perplexo e também desanimado
O crente é perseguido mas NÃO desamparado. O ímpio é perseguido e também desamparado.
O crente é abatido, mas NÃO destruído. O ímpio é abatido, e depois, destruído.
O crente traz a mortificação do Senhor no corpo para a vida de Jesus se manifestar no seu corpo. O ímpio terá a mortificação em juízo mas não conhecerá a vida.
Depois que o crente padeça ele é aperfeiçoado, confirmado, fortificado e fortalecido. O ímpio padeça e depois é rejeitado, não tendo amparo divino nenhum.

3. DEFESAS HABITUAIS

Seja contente com o que tens: (Heb 13:5; Fil. 4:11-13)

Procure as melhores coisas que acompanham a salvação (Heb 6:9): o crescimento na graça e no conhecimento de Cristo (II Ped 3:18); conformação à imagem de Cristo (Rom 8:29); o fruto do Espírito (Gal 5:22)

Ande pela fé e não pela vista:

“Por isso não desfalecemos: mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia, porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; não atentando nós nas coisas que se vêem mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.” (II Cor 4:16-18)

Published inNão ignorando os seus ardisVida cristã

Receba nossos informativos!

Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades:

Obrigado. Cadastro efetuado com sucesso!