Skip to content

Pergunta 9 – O que são as obras da criação?

9. Pergunta. O que são as obras da criação?

Resposta. As obras da criação é Deus fazer tudo (1) do nada, pela palavra do Seu poder (2), e tudo muito bem (3).

A criação possui tantas marcas da mão criativa de Deus que ela era uma testemunha fiel da Sua existência (Sl 19.1-3) e é este fato que faz de todos os homens inescusáveis diante dEle (Rm 1.18-20). A base da crença da evolução é incredulidade. Pela fé entendemos a criação veio de Deus Hb 11.3.

Nos tempos recentes o homem se engrandeceu tanto que já não há mais espaço para ele e Deus no mesmo globo terrestre. Tudo o que se origina de homem é contrário a Deus. Desacreditando do direito que o Criador tem sobre a sua criação, o homem pode sentir-se livre e ensoberbecer sem medida, vivendo assim segunda as suas concupiscências (Rm 1.21-25). A teoria da evolução apresentada por Charles Darwin foi conveniente para o orgulho do homem indo de encontro com a sua procura natural de se desvincular das responsabilidades das suas ações contra o que a lei de Deus em seus corações acusava (Rm 2.14,15).

Charles Darwin não foi o primeiro a desenvolver a teoria da evolução, pois filósofos Gregos antes de Cristo já argumentavam acerca do assunto. Darwin apenas popularizou a teoria.

Mesmo que a evolução seja só uma teoria ela é dada como fato indisputável. As suas contradições, persuasões e distorções fazem que um cientista honesto não aceite o que ela propõe.

Pelo fato da grande disseminação da teoria evolucionista os Cristãos precisam enfatizar o que eles crêem, tendo como base o que diz a Bíblia sobre a criação do homem.

Versículo para Memorizar: Rm 11.36, “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”.

9.1. As obras da criação é Deus fazer tudo (1) do nada, pela palavra do Seu poder (2), e tudo muito bem (3).

Gênesis 1.1, “No princípio criou Deus os céus e a terra.”

A criação é um ato do Deus triuno: Gn 1.1, “No princípio criou Deus os céus e a terra.” (Pai); Jo 1.3, “Todas as coisas foram feitas por Ele” (Filho); Gn 1.2, “e o Espírito de Deus se movia” (Espírito)

Ele criou todas as formas orgânicas, assim como criações específicas sujeitas às mudanças limitadas da espécie; Ele ordenou especificamente a cada espécie reproduzir a sua espécie (Gn 1.21, 24-27). Há variações entre as espécies, formas superiores e formas inferiores mas as variações são sempre entre as espécies. Os animais e os vegetais não vieram de uma só semente, mas de um grupo (Bancroft)

A lei de Deus é “conforme a sua espécie” – Gn 1.21,25. As pesquisas do homem nunca conseguiram cruzar artificialmente espécies diversas nem observar a matéria orgânica vinda naturalmente de matéria inorgânica. Crer na criação de Deus é cientifico, pois é lógica e pode ser observada. A teoria do homem pede que creiamos em algo que nunca foi observado e é ilógico porque aconteceu de fato casualmente milhares de vezes em épocas passadas. A evolução pede uma fé maior no homem do que aquela que é necessário para crer em Deus, pois, temos evidências abundantes que testemunham os fatos que Deus declara. A evolução nega a lei da natureza que Deus estabeleceu, “conforme a sua espécie”. Em Deus está “o manancial da vida” (Sl 36.9). Há uma unidade na raça humana (At 17.26; Hb 2.11).

Você é uma criação de Deus e importa a Ele que a sua vida seja usada para a glória dEle. Essa glória é dada a Ele quando tememos Ele e obedecemos conforme a Sua vontade (Ec 12.13).

Versículo para Memorizar: Rm 11.36, “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”.

9.2. As obras da criação é Deus fazer tudo (1) do nada, pela palavra do Seu poder (2), e tudo muito bem (3).

Hebreus 11.3, “Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.”

Os modernistas ensinam que o relato da criação não deve ser visto literalmente. Dizem que a existência do mundo e da vida foi um “conjunto fortuito de átomos” pois, a soberania de Deus não existe para o Modernista. Todavia, a palavra Hebraica usada para “criou” (Gn 1.1) significa: “feito de nada, trazer à existência o que não tinha nem existência nem forma” – Huckabee. Os que têm fé podem entender muito além que os modernistas estudiosos podem entender.

Versículo para Memorizar: Rm 11.36, “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”.

9.3. As obras da criação é Deus fazer tudo (1) do nada, pela palavra do Seu poder (2), e tudo muito bem (3).

Gênesis 1.31, “E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.”

Cl 1.16, 17, “Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele”.

A criação de Deus foi “muito bom” pois nenhuma obra de Deus foi parcialmente realizada. A criação continua sendo “muito bom” pois foi determinada por Deus para continuar conforme às suas leis originais. A criação não tem o direito de ir além da vontade do Seu Criador e reproduzir além das Suas leis inatas. Deus espera que façamos tudo decentemente e com ordem também (I Co 14.40).

Deus não precisa de tempo para agir. Os tempos mostram as Suas ações: “Haja … houve” Gn 1.3; Sl 33.6-11; 111.7,8. Cada ação criativa de Deus era completa e perfeita em si; e nenhuma das suas criações foram acondicionadas às mudanças latentes naturalmente feitas em períodos de tempos intermináveis, mas tudo feito para a Sua glória (Rm 11.36).

A criação nunca é interpretada como as profecias é outros símbolos. A primeira criação é tão real quanto a nova criação espiritual (II Co 4.6). A obra da salvação é uma “boa obra” dEle também (Fl 1.6). Pode participar nela pelo arrependimento e a Fé.

Versículo para Memorizar: Rm 11.36, “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”.

Compilado pelo Pastor Calvin Gardner

Correção gramatical: Edson Elias Basílio, 04/2008 e
Robson Alves de Lima 11/2011 Fonte: www.PalavraPrudente.com.br

Published inBíbliaCatecismo de C. H. Spurgeon

Receba nossos informativos!

Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades:

Obrigado. Cadastro efetuado com sucesso!