Skip to content

Pergunta 78 – Como é o Batismo administrado de modo correto?

78. Pergunta. Como é o batismo administrado de modo correto?

Resposta. O batismo administrado de modo correto é pela imersão, isto é: o mergulho de todo o corpo da pessoa na água (1), em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, de acordo com a instituição de Cristo e a prática dos apóstolos (2), e não pela aspersão ou derramamento de água, ou mergulho de uma parte do corpo, segundo a tradição dos homens (3).

A ordenança do batismo, como a ordenança da Ceia do Senhor, é representativa. Aquele que voluntariamente submete-se à ordenança do batismo está declarando algo publicamente. Entre outras verdades, o batizado manifesta a todos que morreu com Cristo para os pecados e foi sepultado simbolicamente com Ele (Rm 6. 3-5, “Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição”).

Sendo uma morte e o conseqüente sepultamento simbolizados pelo batismo, é necessário que o símbolo responda à altura daquilo que representa. A imersão nas águas é uma representação fidedigna.

Versículo para memorizar: Mateus 28.19, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo

78.1. O batismo administrado de modo correto é pela imersão, isto é: o mergulho de todo o corpo da pessoa na água (1), em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, de acordo com a instituição de Cristo e a prática dos apóstolos (2), e não pela aspersão ou derramamento de água, ou mergulho de uma parte do corpo, segundo a tradição dos homens (3).

Mateus 3.16, “E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.”

João 3.23, “Ora, João batizava também em Enom, junto a Salim, porque havia ali muitas águas; e vinham ali, e eram batizados.”

Atos 8.36, 38-39, “E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? … E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou. E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho.”

A Definição da Palavra ‘Batismo”

A palavra batismo em português origina-se da palavra ‘baptizo’ que significa em grego: ser tomado por completo; mergulhar, imergir, submergir, (Strongs, #907).

A palavra ‘baptizo’, por sua vez, origina-se da palavra grega ‘bapto’ que significa ser coberto por completo; de mergulhar, imergir; por exemplo, tingir, (Strongs, #911)

Há outras palavras gregas que significam ‘lavar’, ‘aspergir’, ‘molhar’, ‘derramar’, e ‘purificar’, mas nunca foram usadas, em nenhum caso, em relação ao modo de batizar no Novo Testamento.

Todos os batismos no Novo Testamento e relacionados pelos historiadores por vários séculos depois do término da Bíblia mostram que a imersão do corpo inteiro era o que Cristo havia ensinado.

Os estudiosos não religiosos da língua grega sempre concordaram que Baptizo, em relação à ordenança, significa imersão ou em uma maneira ou outra colocar dentro ou em baixo de água (W. A. Jarrell, D.D, Baptizo-Dip-Only, p. 4).

Os estudiosos religiosos da língua grega dentro das igrejas Presbiteriana, Anglicana, Congregacional, Metodista e Católica Romana concordam que o significado principal da palavra Baptizo, em relação à ordenança, é imergir ou em uma maneira colocar dentro ou embaixo de água (W. A. Jarrell, D.D, Baptizo-Dip-Only, p. 8,9).

Versículo para memorizar: Mateus 28.19, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo

78.2. O batismo administrado de modo correto é pela imersão, isto é: o mergulho de todo o corpo da pessoa na água (1), em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, de acordo com a instituição de Cristo e a prática dos apóstolos (2), e não pela aspersão ou derramamento de água, ou mergulho de uma parte do corpo, segundo a tradição dos homens (3).

Mateus 28.19-20, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.”

Os batismos no Novo Testamento feitos no “nome de Jesus” (At 2.38; 8.16; 10.48; 19.5; 22.16), não foram irregulares. Batizar em “nome de Jesus” significa ser conforme a Sua autoridade, de acordo do Seu ensino, seguindo o Seu exemplo, ou seja, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Observe o cuidado de Paulo: I Co 1.13, “Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?”; 1.15, “Para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome”. Ser batizado em nome de Paulo seria atribuir a ele dignidade do Salvador pois o batismo no nome de alguém comunica reverência e dá louvor àquela pessoa pela morte, o sepultamento e a ressurreição necessária para a salvação.

Batismo “em nome de Jesus” louva devidamente a Trindade pois cada pessoa da Trindade cooperou na nossa salvação (Ef 1.3-14; Tt 3.3-7; I Pe 1.2; I Jo 5.6-8).

Versículo para memorizar: Mateus 28.19, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo

78.3. O batismo administrado de modo correto é pela imersão, isto é: o mergulho de todo o corpo da pessoa na água (1), em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, de acordo com a instituição de Cristo e a prática dos apóstolos (2), e não pela aspersão ou derramamento de água, ou mergulho de uma parte do corpo, segundo a tradição dos homens (3).

João 4.1-2, “E quando o Senhor entendeu que os fariseus tinham ouvido que Jesus fazia e batizava mais discípulos do que João (ainda que Jesus mesmo não batizava, mas os seus discípulos).”

Se Deus Estipulou Uma Forma, Qualquer Outra É Descartada

Somente a imersão total do batizado em água segue o ensino e o exemplo de Cristo, o exemplo e ensino dos apóstolos, como também manifesta melhor a obra da salvação que essa ordenança representa, obedece completamente o mandar de Cristo ao Seu tipo de igreja, continua a prática da igreja primitiva e preenche perfeitamente os requisitos do significado da palavra ‘batismo’.

Versículo para memorizar: Mateus 28.19, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo

Compilado pelo Pastor Calvin Gardner
Correção gramatical: Edson Elias Basílio, 04/2008 e
Robson Alves de Lima 11/2011 Fonte: www.PalavraPrudente.com.br

Published inBíbliaCatecismo de C. H. Spurgeon

Receba nossos informativos!

Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades:

Obrigado. Cadastro efetuado com sucesso!