Skip to content

Pergunta 75 – O que é o Batismo?

75. Pergunta. O que é o Batismo?

Resposta. O Batismo é uma ordenança do Novo Testamento, instituído por Jesus Cristo (1), para ser à pessoa batizada o símbolo de sua comunhão com Ele em sua morte, sepultamento e ressurreição (2), de ser enxertado nEle (3), da remissão dos pecados (4) e de sua entrega a Deus através de Jesus Cristo, para viver e andar em novidade de vida (5).

Uma ordenança é: Regulamento, lei; decreto. – Aurélio (ordenação); cerimônia divina que simbolicamente ensina uma verdade. (Huckabee, D.W.)

O que uma ordenança não é:

Fonte da graça. A graça é de Deus e é dada soberanamente para os que não têm méritos (Efésios 2:8,9). Uma ordenança não é portanto um sacramento (algo feito para fornecer o poder de salvação).

Fonte de vida. Um memorial ou quaisquer obras humanas ou eclesiásticas não fornecem vida. A vida vem de uma pessoa divina: Jesus Cristo (João 10:25-30;14:6); Primeiramente vem a salvação, e, depois, vem as ordenanças (Mar 16:16; Atos 2:41; 8:36,37). Veja o ladrão na cruz: Luc 23:43, “…hoje estarás comigo…” (mesmo sem batismo). Judas foi batizado, mas não foi salvo (Atos 1:25); também Simão, o mágico, (Atos 8:13, 21). O Sangue de Cristo tem que ser aplicado para haver a salvação (I Pedro 1:18,19).

Uma cerimônia religiosa para todas as pessoas cristãs em geral. Ela foi dada às suas igrejas em particular (Mat. 28:18,19, “falou-lhes…”) e não ao mundo religioso em geral.

Uma opção pessoal. É uma ordem, um decreto ou lei (Mat. 28:18,19; Mar l6:15,16; Não deve ser deixado ao lado: Heb 10:23-25). Como podemos ser indiferentes diante da ordem de Cristo?

Versículo para Memorizar: Romanos 6.4-5, “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.”

75.1. O Batismo é uma ordenança do Novo Testamento, instituído por Jesus Cristo (1), para ser à pessoa batizada o símbolo de sua comunhão com Ele em sua morte, sepultamento e ressurreição (2), de ser enxertado nEle (3), da remissão dos pecados (4) e de sua entrega a Deus através de Jesus Cristo, para viver e andar em novidade de vida (5).

Mateus 28.19 “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.”

As ordenanças não foram desenvolvidas com o passar dos anos, nem foram inventadas pelos apóstolos, mas foram dadas pelo Fundador da igreja, Jesus Cristo (Mat. 28:18; Lucas 22:19; I Cor. 11:24). Notai a observação do Apóstolo Paulo: “Eu recebi do Senhor o que também vos ensinei …” Foi Jesus Quem exortou: Tomai, comei … fazei isto em memória de Mim …até que Ele venha – I Co 11.23, 24.

Versículo para Memorizar: Romanos 6.4-5, “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.”

75.2. O Batismo é uma ordenança do Novo Testamento, instituído por Jesus Cristo (1), para ser à pessoa batizada o símbolo de sua comunhão com Ele em sua morte, sepultamento e ressurreição (2), de ser enxertado nEle (3), da remissão dos pecados (4) e de sua entrega a Deus através de Jesus Cristo, para viver e andar em novidade de vida (5).

Romanos 6.3, “Ou não sabeis que todos quantos foram batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?” Colossenses 2.12, “Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos.”

A Simbologia do Batismo – Rm 6.1-11; Cl 2.12; I Pd 3.18-22

Ensinar que o batismo é mais do que simbólico foi a primeira heresia sobre as ordenanças na história da igreja. Esse erro logo abriu caminho para maiores heresias que davam ao batismo atributos salvadores.

Quando o cristão é convertido, ele deseja que os outros saibam da conversão. O batismo é uma testemunha forte da sua conversão e a primeira manifestação pública da submissão à vontade de Deus. A ceia do Senhor testifica da sua contínua submissão e gratidão pela morte de Jesus Cristo O Salvador.

A natureza de um símbolo é somente representar o verdadeiro. Nunca pode a representação tornar-se o fato real que ela simboliza. Trata-se apenas de uma representação. Quando um símbolo torna-se algo mais de uma representação, deixa de ter o seu valor simbólico. Nesse caso, se o batismo é mais do que simbólico, então deixa de ser um batismo neotestamentário. Para se compreender claramente que o batismo é apenas simbólico basta olhar para as expressões “como … assim” (Rom 6:4), “semelhança” (Rom 6:5) e “figura” (I Ped 3:21).

Cristo é sempre o único Salvador e Ele nunca compartilha essa obra com outro: João 3:14-18; 4:14; 5:24; 6:40; Atos 2:21; 10:43; 13:39; 15:9; 16:30,31.

A salvação é sempre pela graça – Rm 11.5, 6; Ef 2.8-10

O batismo simboliza o Salvador – Cristo (I Cor 15:3-6; II Cor 5:21)

A obediência de Cristo, Fl 2:8; A morte de Cristo pelos pecados, Rm 5.8; O sepultamento de Cristo, I Cor 15:3-6; A ressurreição vitoriosa de Cristo, I Cor 15:20

O batismo simboliza o Candidato – O Cristão (Rom 6:1-11; Col 2:8-23)

A sua desobediência pecaminosa no mundo; a sua morte e sepultamento com Cristo pelos pecados; a sua ressurreição espiritual agora, e na segunda vinda de Cristo e, pela graça de Deus, o seu andar obediente com Cristo neste mundo.

Versículo para Memorizar: Romanos 6.4-5, “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.”

75.3. O Batismo é uma ordenança do Novo Testamento, instituído por Jesus Cristo (1), para ser à pessoa batizada o símbolo de sua comunhão com Ele em sua morte, sepultamento e ressurreição (2), de ser enxertado nEle (3), da remissão dos pecados (4) e de sua entrega a Deus através de Jesus Cristo, para viver e andar em novidade de vida (5).

Gálatas 3.27, “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo.” Veja também Rm 11.11-24; Jo 15.1-9; 17.11, 17-24.

Versículo para Memorizar: Romanos 6.4-5, “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.”

75.4. O Batismo é uma ordenança do Novo Testamento, instituído por Jesus Cristo (1), para ser à pessoa batizada o símbolo de sua comunhão com Ele em sua morte, sepultamento e ressurreição (2), de ser enxertado nEle (3), da remissão dos pecados (4) e de sua entrega a Deus através de Jesus Cristo, para viver e andar em novidade de vida (5).

Marcos 1.4, “Apareceu João batizando no deserto, e pregando o batismo de arrependimento, para remissão dos pecados.” Atos 22.16, “E agora porque te deténs? Levanta-te, e batiza-te, e lava os teus pecados, invocando o nome do Senhor.”

Rm 5.19-6.3, “Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos. Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça; Para que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reinasse pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor. Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?”

Ao candidato do batismo, essa ordenança simboliza a sua morte com Cristo pelos pecados – Rm 6.4, “sepultados com Ele pelo batismo na morte”; Rm 6.6, “foi com Ele crucificado”; Cl 3.3, “Porque já estais mortos”.

O Cristão mostra pelo batismo que ele, pela graça de Deus, é morto para o pecado no seu pensar, em seu comportamento, no uso da sua língua, na sua vestimenta, e pela sua submissão completa à Palavra de Deus na aula, no emprego, na rua, no lar e na igreja.

Se você já é batizado, a sua vida está continuamente mostrando o louvor a Deus pela obra de Cristo em remir-te do pecado e da sua condenação? A sua vida esta testificando desta morte ao pecado? Você pode se identificar com: Rm 6.14-23?

Versículo para Memorizar: Romanos 6.4-5, “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.”

75.5. O Batismo é uma ordenança do Novo Testamento, instituído por Jesus Cristo (1), para ser à pessoa batizada o símbolo de sua comunhão com Ele em sua morte, sepultamento e ressurreição (2), de ser enxertado nEle (3), da remissão dos pecados (4) e de sua entrega a Deus através de Jesus Cristo, para viver e andar em novidade de vida (5).

Romanos 6.4-5, “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.”

A Simbologia do Batismo: Depois da morte com Cristo para o pecado pela fé, depois de ser sepultado com Cristo pela fé e de ser ressurreto com Cristo pela fé, o batismo simboliza a vida nova do cristão que deseja ser obediente na terra a tudo que Cristo ensinou. Agora o testemunho do Cristão é de viver para Deus (Rm 6.10, “quanto a viver, vive para Deus.”; 6.11, “vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor.”; Gál 2:20, “vivo-a na fé”; Gál 5:24,25, “crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências … andemos também em Espírito”; Col 3:1, “buscai as coisas que são de cima”. O desejo é ter a imagem de Cristo na vida.

O seu andar hoje revela uma natureza bem diferente daquela que andava anteriormente no pecado?

Versículo para Memorizar: Romanos 6.4-5, “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.”

Compilado pelo Pastor Calvin Gardner
Correção gramatical: Edson Elias Basílio, 04/2008 e
Robson Alves de Lima 11/2011 Fonte: www.PalavraPrudente.com.br

Published inBíbliaCatecismo de C. H. Spurgeon

Receba nossos informativos!

Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades:

Obrigado. Cadastro efetuado com sucesso!