Skip to content

Pergunta 41 – Em que se resumem os Dez Mandamentos?

41. Pergunta. Em que se resumem os dez mandamentos?

Resposta. Os dez mandamentos se resumem em amar ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu pensamento; e o teu próximo como a ti mesmo (1).

41.1 Mt 22.37-40. “E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas”.

A lei de Deus refere ao homem completo. “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento”. O coração é solicitado, por razões obvias; religião se pratica com a atitude, e um homem pode fazer obras toda a vida, se não forem do coração, o proveito é nada. “E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor,” amor verdadeiro a Deus e ao homem, “nada disso me aproveitaria” (I Co 13.3). A Lei do homem visa as ações. A Lei de Deus visa o coração. A Lei de Deus proíbe a ação (adultério, roubo) e o desejo (desejo de outro, cobiça)

“Amarás o teu próximo como a ti mesmo”

Esta ordem do nosso Redentor divino é de influência vasta e somatória, incluindo todas as posições e condições de homem, e qualquer ação e inter-relacionamento entre eles, atingindo tantas as em caridade quanta as de justiça, os deveres negativos e os positivos, tanto coletivamente e quanto pessoalmente.

O que ama o seu próximo como a si mesmo descobrirá uma alegria por promover o bem do seu próximo, em tudo, tanto corpo, mente, fortuna quanto reputação. Nosso amor pelo próximo é vista que não fazemos nenhum mal e impedimos os outros de feri-lo. Esse amor é manifesto supremamente quando preocupamos pela sua condição eterna com Deus (Smalley)

A Lei de Moisés está em pé hoje contra todos que a desobedecem. Ela condena aquele que não cumprir tudo nela (Tg 2.10, “Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos”). Por isso Deus trouxe Jesus Cristo, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos (Gl 4.4,5). A lei moral continua. Para o cristão não há maldição na lei, mas há preceitos.

A Lei contém sinédoques – mais na intenção do que é mencionado: 1. Dado o mandamento, o contrário é proibido: “guardar o sábado”, quebrá-lo é proibido. 2. Dada a proibição, o contrário é mandado: Não tomar o nome de Deus em vão; logo devemos reverenciá-lo. 3. Quando maiores pecados são proibidos, os menores são também: Idolatria é proibida? Também é a adoração inapropriada. 4. Contra nós fazer? Também é proibido que ajudemos um outro a fazer (I Sm. 3.13,14; At. 8.1)

Notai essas diferenças da Lei de Moisés e do Evangelho:

A Lei traz a ira, o Evangelho declara a paz; a Lei convence de culpa, o Evangelho nos absolve dela; a Lei pronuncia uma sentença, o Evangelho oferece perdão; a Lei pede o pagamento ao derradeiro ceitil, o Evangelho descobre que tudo tem sido pago; a Lei não sabe nada de misericórdia, o Evangelho é somente misericórdia. Pela Lei a justiça e a verdade se destacam, no Evangelho destaque ainda mais o amor, a graça, a misericórdia, um grandioso perdão, a humildade e excelente compaixão. Mandamentos, proibições, condições, ameaças e penalidades se encontram na Lei, mas, no Evangelho não se encontra nenhum destes. No Evangelho descobrimos a graça, a misericórdia e perdão abundantes; a fé e o arrependimento são copiosamente dados, e junto com estes vem um coração novo, nova natureza, nova vida; tudo é novo, tudo gratuitamente. O Evangelho é boas novas! (Samuel Jones, 1795). Ex 20.1 Escutai a Lei Moral! Deus a deu! Reverencie a Lei Moral! Vem do céu! Lembrai dela! São Palavras de Deus! Creia na Lei Moral! Deus falou por essa Palavra! Amai a lei moral! Assim viverá a vontade de Deus. Ensinai a Lei Moral! É saudável e aponta a Cristo. Obedeça a Lei Moral! Não há algo mais valioso do que a Palavra de Deus.

Você já conhece essa paz com Deus que é somente pelo Evangelho, ou seja, Jesus Cristo? Se arrependa já e creia no Senhor Jesus Cristo e serás salvo já.

Você já conhece essa paz com Deus que vem pela fé em Cristo? Então Ame a Deus e o seu próximo! Ame a Deus de coração, um amor que deleita-se em obedecer a Deus em tudo. Pregue a Sua salvação a sua família, aos seus vizinhos e colegas de trabalho ou escola.

Versículo para memorizar: Ec 12.13, “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem”.

Compilado pelo Pastor Calvin Gardner
Correção gramatical: Edson Elias Basílio, 04/2008 e
Robson Alves de Lima 11/2011 Fonte: www.PalavraPrudente.com.br

Published inBíbliaCatecismo de C. H. Spurgeon

Receba nossos informativos!

Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades:

Obrigado. Cadastro efetuado com sucesso!