Skip to content

Estudo sobre Gênesis 9

[Índice ou e-book]

INTRODUÇÃO

Aqui a raça humana tem um novo começo. Através destas oito almas o mundo foi repovoado. Em todos os continentes nós encontramos vários relatos a respeito do dilúvio, pois essa história tem sido passada de geração a geração. Somente nas Escrituras nós temos a história contada sem erros ou falsas fantasias.

I. UM NOVO COMEÇO – VERSÍCULOS 1-2.

Noé recebeu a mesma diretriz que foi dada para Adão [Gênesis 1:22]. No entanto, houve uma mudança na maneira de exercer domínio. Em Gênesis 1:28 Deus mostrou ao homem que a terra foi criada para o seu proveito. Portanto, ele deveria dominar, ou em outras palavras, utilizá-la em seu benefício. Em Gênesis 9:2, é acrescentado, que para a proteção do homem, o temor dele estaria presente em todos os animais. Isto mostra como o pecado produziu miséria e desarmonia mesmo entre a criação física [Romanos 8:22].

II. O SANGUE – VERSÍCULOS 3-4.

No relato da criação, foi dito ao homem para se alimentar de todas as ervas que davam semente [Gênesis 1:29]. Aqui a dieta dele foi ampliada para incluir os animais. Entretanto, havia uma restrição para que não se comesse os animais vivos, ou animais cujo sangue não tivesse sido exaurido. Deus estava começando a incutir no homem o respeito pelo sangue. A vida da carne está no sangue [Levítico 17:10]. A maioria dos sacrifícios levíticos exigia o derramamento de sangue [Levítico 17:11]. Isto tudo estava nos preparando para entendermos a redenção através do sangue de Cristo [Apocalipse 5:9].

III. A PENA DE MORTE – VERSÍCULOS 5-7.

Antes do dilúvio, a pena de morte não era permitida [Gênesis 3:14-15]. Deus reservou a Si mesmo o direito de julgar o homem. Infelizmente o homem encheu a terra com uma violência incontrolável [Gênesis 6:11]. Certamente nós não podemos entender porque Deus tomou esta decisão. Talvez Ele desejasse mostrar ao homem a profundidade da sua natureza depravada, e a necessidade da força de um governo para restringi-lo. Após o dilúvio, Deus autorizou e de fato exigiu o exercício da pena de morte. A razão pela qual um assassinato exige tão séria penalidade, é explicada pelo fato de que o homem foi criado a imagem de Deus. Quando este fato é esquecido, a vida humana é vista como algo sem muito valor. Note como o aborto é promovido por homens ímpios.

Vamos notar outras verdades bíblicas que caminham juntas neste tópico:

A. A Bíblia proíbe a vingança pessoal ou o assassinato [Êxodo 20:13; Romanos 12:19].

B. Deus deu ao governo civil o direito de exercer a pena de morte [Romanos 13:3-4].

C. Aqueles que pensam que o sexto mandamento proíbe a pena de morte, deveriam estudar melhor as Escrituras [Compare Êxodo 20:13 com Êxodo 21:12]. Alguém poderia questionar por que até mesmo um animal que matou um homem deveria ser morto também. Obviamente qualquer criatura que tivesse se transformado em um assassino de homens, era uma ameaça pública. Esta lei também fez uma ilustração pública de como a vida humana é sagrada.

IV. A ALIANÇA – VERSÍCULOS 8-17.

Antes do dilúvio, não havia chuva sobre a terra [Gênesis 2:5-6]. A primeira experiência do homem com a chuva foi durante o julgamento universal. Imagine o medo daqueles que vieram da Arca, ou como se sentiam aqueles que mais tarde ouviram a respeito do dilúvio, quando começava a chover. A fim de aliviar este temor, e como um sinal da promessa de Deus de não destruir mais a terra com água, foi feito um arco nas nuvens para servir como memorial deste pacto. O arco nas nuvens era o penhor da aliança que Deus fez com todos os homens e animais. Vamos explicar as nossas crianças o significado do arco na nuvem.

V. O PECADO DE NOÉ – VERSÍCULOS 18-21.

Os eventos aqui relatados ocorreram alguns anos após o dilúvio. Isto é provado pelo fato de que Canaã, o filho de Cão, já ter nascido ou mesmo ser bem jovem. Noé plantou uma vinha e produziu vinho. Ele bebeu até ao ponto de ficar bêbado, e por causa do calor que o álcool produziu, ele se despiu em sua tenda enquanto dormia. Este fato conduziu à uma tragédia.

Podemos tirar as seguintes lições deste episódio:

A. A Bíblia foi escrita por inspiração de Deus. Em sua completa integridade, ela expõe os erros de mesmo os melhores homens. Os livros escritos pelos homens têm a tendência de esconder os pecados e fraquezas daquelas pessoas que são admiradas.

B. Não importa quanto tempo nós temos de convertidos, ou quão fiéis nós temos sido à Deus, temos que ser vigilantes. O melhor homem irá cair se ele não vigiar e orar [Mateus 6:13]. Somente Deus pode nos guardar de tropeçar [Judas 24].

C. O uso de vinho é um perigo real [Provérbios 20:1; 23:29-35].

D. O abuso do vinho conduz à outros pecados [Habacuque 2: 15].

VI. O PECADO DE CÃO – VERSÍCULOS 22-23.

Os antigos eram extremamente modestos e reservados. É muito difícil entendermos qual nível de modéstia eles praticavam. A modéstia é uma virtude e deve ser incentivada nas crianças. O pecado de Cão foi a falta deste respeito e decência. Ao invés de honrar ao seu pai, ele o contemplou com satisfação e até contou aos outros da desgraça de seu pai. Talvez ele estivesse ressentido com a piedade de seu pai e ficou satisfeito com sua queda. Veja o contraste entre o comportamento de Cão e o de seus dois irmãos. Não foi o respeito e honra deles para com Noé uma repreensão a seu irmão?

VII. AS PROFECIAS DE NOÉ VERSÍCULOS 24-27.

A. A Maldição de Canaã – Quando Noé despertou e soube do comportamento de Cão, ele ficou indignado. Nesta época Cão tinha um filho chamado Canaã. Os traços ruins de Cão parecem já terem sido manifestos nele. Então, ao invés de a maldição cair sobre Cão e todos os seus descendentes, caiu sobre Canaã. Ele e seus descendentes foram amaldiçoados com a escravidão.

Vamos observar as informações bíblicas a respeito de Canaã e seus descendentes:

1. Canaã foi apenas um dos filhos de Cão [Gênesis 10:6].

2. Os descendentes de Canaã se estabeleceram na terra dada a Israel [Gênesis 10:15-19].

3. Os descendentes de Canaã tinham uma tendência à imoralidade [Gênesis 10:19- Sodoma e Gomorra; Gênesis 15:16; Gênesis 19. Gênesis 34:1-2 ! note Gênesis 10:15-16; Levítico 18:3-24 – note vers. 3].

4. Os Cananeus foram dominados e escravizados por Israel e muitas nações de gentios.

5. Os últimos Cananeus parecem ter sido destruídos em 146 A.C., quando Roma atacou a cidade Fenícia de Cartago. Até mesmo os Romanos ficaram chocados com a impiedade de Cartago.

B. Sem é Abençoado – Sem foi o pai dos povos orientais, incluindo Abraão e o povo Judeu. Perceba que a benção de Sem está associada a Deus. Através de Sem vieram todos os Judeus e seus profetas, e finalmente o Senhor Jesus Cristo. Canaã deveria ser servo deles.

C. Jafé é Abençoado – Jafé foi o pai dos povos nórdicos ou Europeus. Várias promessas são feitas aqui:

1. A descendência de Jafé se alargaria. Note através da história, as conquistas mundiais realizadas pela semente de Jafé.

2. Jafé habitaria nas tendas de Sem. Isto pode se referir ao fato de que os descendentes de Jafé têm freqüentemente vivido nas terras de Sem. O mais importante é que isto é sempre visto como uma profecia a respeito do evangelho chegando até aos gentios [Atos 16].

3. Canaã deveria ser servo deles. Os Cananeus foram freqüentemente escravizados e finalmente destruídos pelos descendentes de Jafé.

O estudo das profecias de Noé e seus descendentes é ao mesmo tempo complexo e interessante. Nós somente arranhamos a superfície

VIII. A EXTENSÃO DA VIDA DE NOÉ – VERSÍCULOS 28-29.
Published inGuia de estudo para Gênesis

Receba nossos informativos!

Cadastre seu e-mail para receber nossas novidades:

Obrigado. Cadastro efetuado com sucesso!