Skip to content

Estudo sobre Gênesis 3.1-5

[Índice ou e-book]

INTRODUÇÃO

Quanta luz esta curta e simples passagem lança sobre os métodos de Satanás. Como os seus métodos nunca mudam, nós como Cristãos podemos estar antecipadamente avisados e armados [II Coríntios 2:11].

I. A SERPENTE.

Não há dúvida de que a serpente foi apenas um instrumento usado pelo Diabo [Apocalipse 20:1-2]. Nós sabemos que a serpente antes da maldição, não possuía a forma repulsiva que tem hoje [Gênesis 3:1-5]. O que Eva pensou a respeito do tentador sob esta forma, nós só podemos imaginar. Talvez ela reconhecesse um ser espiritual falando através da serpente e achou que era um mensageiro de Deus. Muitas interessantes mais improváveis teorias têm sido promovidas. Por exemplo: Como os querubins se apresentam em várias formas [Apocalipse 4:6-9; Ezequiel 1:4-14 ], alguns crêem que como Satã era o “querubim ungido” [Ezequiel 28:11-15]; ele apareceu para Eva de uma maneira que a levou a recebê-lo como um anjo. Entretanto nós sabemos que o caráter de Satã não mudou [II Coríntios 11:3].

  1. Ele odiou a raça humana. Alguns têm questionado por qual motivo Satã desejou destruir a humanidade. Nós podemos muito bem questionar a razão do homem fazer guerra, cometer assassinato, aliciar e escravizar uns aos outros. O pecado criou no homem e nos anjos uma natureza maliciosa [João 8:44; I Pedro 5:8].
  2. Ele realizou seu trabalho usando de trapaça. Portanto, hoje Satã trabalha com astúcia e discrição. A religião é o seu instrumento escolhido [II Coríntios 2:11, 11:3-4, 11:13-15; I Timóteo 4:11].
II. OS ARTIFÍCIOS DE SATANÁS – II CORÍNTIOS 2:11.

Ao perceber como Satanás tentou Eva, nós podemos ver o seu método atual de ataque.

  1. Ele lança dúvidas sobre a Palavra de Deus [vers. 1]. “É assim que Deus disse?” Não é este o primeiro ataque que Satanás faz na guerra contra as almas? Não demonstram todos os pregadores e professores que lançam dúvidas sobre a inspiração, exatidão e preservação da Bíblia que eles são ministros de Satanás?
  2. Ele negou que haveria qualquer perigo no pecado [vers.4]. Atualmente, como nós ouvimos a realidade do inferno ou do julgamento serem constantemente questionados. Os prazeres do pecado são enaltecidos, enquanto a escravidão e a penalidade do pecado são negadas.
  3. Ele lança dúvida sobre a bondade dos motivos de Deus [vers.5]. Deus havia rica e livremente suprido todas as necessidades do homem. A lei de Deus, quando obedecida, era para o bem estar do homem. Satanás, entretanto, apresentou Deus como sendo egoísta e não tendo em mente o melhor interesse do homem. Ele insinuou que Deus estaria escondendo ou negando algo de bom para o homem. Estas mesmas tentações são lançadas hoje para o homem, e só podem ser vencidas pela fé [Efésios 6:16; Romanos 8:28].
  4. Ele disse que havia grandes vantagens no pecado [vers.5]. Se Eva comesse do fruto, ela seria como Deus. Ela já conhecia o bom, mas, ganharia um conhecimento prático do mal. Na indução que Eva sofreu, provavelmente ela não viu o ato de comer como um pecado, antes, um meio de obter o conhecimento do pecado. Talvez ela tenha imaginado que em razão de Deus saber tudo a respeito do pecado, sem ser corrompido, ela também poderia. Como é freqüente o desejo de pessoas se envolverem em coisas proibidas. Eles sabem que outros foram escravizados ou destruídos pelo pecado, mas acreditam que serão uma exceção.

As pessoas dizem que só irão provar ou experimentar um pouco do pecado, e isto não irá prende-los. Eles serão como Deus, que conhece o mal e não pode ser não atingido ou prejudicado por ele. Com que freqüência o pecado tem escravizado o homem através deste pretexto. Outros acreditam na mentira de Satanás de que o pecado traz riqueza, prazer e glória sem prejuízo algum. Eles aprendem a verdade muito tarde.

Tão estranho como isso possa parecer, as pessoas nunca param de acreditar nas mentiras do Diabo. O mormonismo, por exemplo, ensina que não há inferno e que um dia o homem será igual a Deus. As religiões orientais acrescentam que o homem pode desenvolver-se até chegar a ser um com Deus. Ninguém parece ver que estas foram as mentiras originais de Satanás.

III. A QUEDA DE EVA

Ao lermos a respeito do comportamento de Eva, nós não podemos deixar de notar que ela cometeu alguns erros graves na sua resposta a Satanás. Se o Diabo foi capaz de tentar com sucesso ao ser humano, ainda sem pecado, nós que somos pecadores devemos ser mais cuidadosos para evitar estas ciladas.

  1. Eva se aproximou da árvore proibida. Se você não pretende comer do fruto proibido, fique longe da árvore [II Timóteo 2:22; Provérbios 4:14-15].
  2. Ela confabulou com o tentador. Converse com o Diabo na porta de casa, e logo ele estará do lado de dentro [Exemplo: II João 10].
  3. Ela não clamou para que Deus a ajudasse, e nem mesmo buscou o conselho de seu marido.
  4. Ela não usou corretamente a Palavra de Deus como uma defesa contra o pecado [Salmo 119:11].
    1. Ela subtraiu parte da Palavra de Deus. (Compare versículo 2 com Gênesis, cap.2:16 – A omissão da palavra “livremente” não nos diz alguma coisa?).
    2. Ela acrescentou á Palavra de Deus (compare o versículo 3 com Gênesis 2:17 – novamente Deus é colocado como sendo cruel).
    3. Ela modificou a Palavra de Deus (Compare o versículo 3 com Gênesis 2:17 – aqui a ameaça feita por Deus não foi levada tão a sério).

Como isto difere de Jesus Cristo, que usou a Palavra de Deus como uma proteção contra as ciladas do Diabo [Mateus 4:4, 7, 10].

Published inGuia de estudo para Gênesis